Análises

Análise: CD O Olhar de Deus – Rayssa e Ravel

anállise rayssa e ravel

Em comemoração aos 25 anos de carreira, Rayssa e Ravel lançaram o álbum O Olhar de Deus, sendo o 15º disco dos irmãos pela MK Music. Desta vez, com produção de Silvinho Santos, os irmãos tentam se renovar e fugir do temido desgaste. Nos dias atuais, muitos intérpretes estão surgindo, mas são poucos os que se destacam ao ponto de se estabelecer no meio gospel. Ponto positivo para a dupla por isso.

Rayssa tem uma interpretação forte e imponente, uma das melhores vozes do ramo, já Ravel vem com uma voz mais harmoniosa e doce. Neste disco, a qualidade vocal dos dois está ótima, aliás, como sempre. Sem um gênero e estilo totalmente exclusivo no repertório, a dupla vai do sertanejo ao pentecostal. O trabalho contém dez faixas assinadas por nomes como Ronaldo Santos, Cláudio Louvor, Anderson Peres, Jesus Afrânio, Rodney Santos, Willian Santana, Washington Gama e duas canções assinadas pelos intérpretes, Rayssa e Ravel.

A primeira faixa, Dupla Honra, tem uma letra polêmica que fala sobre exaltação humana. Nela, é dito que “vai chegar no ouvido de quem te humilhou que Deus te colocou de pé”. Lembra um pouco uma música que ficou muito conhecida um tempo atrás por ser, digamos, vingativa. Em minha opinião, não é necessário desmoralizar alguém para mostrar que Deus está conosco. É só se lembrar de que tudo o que é plantado, é colhido.

O single do disco, Levanta, de Claudio Louvor, agrada tanto pela letra como também pelo estilo ‘pra cima’. Ótima escolha para a música de trabalho, com destaque para o acordeom! Lá Vai Ela conta a história da mulher que tinha sido abandonada por todos com apenas um odre de água, um pão e um menino no deserto. Depois dela comer o pão e beber a água, o menino acorda com sede e ela fica sem saber o que fazer, mas no mesmo instante Deus escuta o choro do menino e faz jorrar a água no deserto para ele beber. Essa canção fala sobre encorajamento e esperança, mostrando que não importa o tamanho do problema, pois Deus é maior que qualquer um deles. Mais uma composição de Claúdio Louvor.

O título do disco foi escrito por Anderson Pontes. O Olhar de Deus traz uma mensagem de conforto, dizendo que mesmo que o mundo não te enxergue, o olhar de Deus vê em você um campeão. Em seguida, temos Pedrada, uma moda de viola bem sertaneja, nos remetendo aos álbuns antigos da dupla. Aqui eles voltaram as suas raízes, cantando sobre superação e vencer as adversidades com Deus.

Na faixa Filho de Davi, Rayssa e Ravel dividem os vocais com Wilian Nascimento e Gisele Nascimento. Participações especiais sempre trazem um diferencial para um disco, às vezes é até essencial para tirar o enfado. A escolha dos colegas de gravadora para esta canção foi bem pensada e o produtor foi muito feliz nos arranjos.

Em contrapartida, quem esperava um álbum totalmente pentecostal ou sertanejo irá ficar desiludido. Silvinho Santos foi ousado até demais na escolha dos arranjos para o repertório, passeando por diversos gêneros musicais e perdendo o foco da musicalidade que caracteriza melhor a dupla Rayssa e Ravel. Por isso, O Olhar de Deus não se assemelha e não pode ser comparado com os clássicos dos irmãos como, Inesquecível ou Além do Nosso Olhar.

Sobre o Autor

Gledeson Frankly

Adicionar comentário

Clique aqui para deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *